Roleplay: brinque de imaginar

Alguma vez, você já teve a ideia de ser outra pessoa? Ter uma nova profissão e viver uma realidade diferente da qual está acostumada, nem que fosse por algumas horas? Ainda mais, ser uma pessoa bem sensual e sapeca, disposta à aceitar qualquer proposta e desejo?

Se a resposta for sim, a melhor receita para essa mudança é investir no roleplay. Em outras palavras, na interpretação de papéis. O roleplay (ou Role Playing como alguns chamam) é uma forma de jogo onde a pessoa finge ser outra, um tipo de personagem, muitas vezes com personalidade diferente e cria todo um contexto durante a relação.

Como o sexo envolve tanto o corpo quanto a mente, idealizar histórias e personagens totalmente distintos da realidade produz uma imensa carga de erotismo e faz com que ambos sintam-se mais livres para ousar e revelar suas vontades. Por essa razão, o roleplay está no topo das fantasias sexuais masculinas e femininas, e é pedida certa para animar a vida sexual!

Banner Pomada do Dração e do Tigre

 

Como fazer?

Muitos casais optam por usar fantasias para criar um personagem, uma história e então praticar o Roleplay. Primeiramente, vale ressaltar que na hora de comprar uma fantasia, você e seu (sua) parceiro (a) deve escolher algo confortável e que valorize o corpo. A intenção é, além de provocar, sentir-se bem e sensual, então usar uma roupa incômoda pode estragar tudo.

Como existe uma grande variedade de fantasias, escolher a ideal pode não ser tarefa fácil. O ideal é que conversem e imaginem juntos um contexto excitante para ambos. Mas, se o caso for uma surpresa, tente compreender qual o gosto do (a) seu (sua) parceiro (a) e aposte nisso. Abaixo, veja algumas das fantasias que mais agradam homens e mulheres:

 

Para homens

– Colegial: é a ‘queridinha’ deles, por misturar pureza e prazer, e remeter a imagem de mulher mais nova, que precisa “aprender algo novo”;

– Policial: mais ousada e um clássico, perfeita para aquela noite onde você é quem manda;

– Enfermeira: o fetiche dessa fantasia é cuidar e mimar o parceiro;

– Empregada: provocante e sensual, insinua submissão e o total controle do homem;

– Bombeira: é uma fantasia que requer criatividade e onde a brincadeira é, literalmente, apagar o fogo do parceiro.

 

Para mulheres

– Policial: o homem fardado é um dos maiores fetiches das mulheres, então, não é à toa que a fantasia de policial seja a mais procurada nas sex shops. Além disso, a figura do policial representa dominação, e é perfeita para as mulheres “más” que gostam de ser punidas prazerosamente;

– Bombeiro: o bombeiro, tanto para o homem quanto para a mulher, tem o mesmo significado: apagar o fogo do homem, só que de um jeito mais gostoso e ousado;

– Gangster (mafioso): outro fetiche que as mulheres têm é estar com um homem mal, ou ‘bad boy’, e quem melhor representa isso do que um gangster? Nesse caso, a fantasia de gangster refere-se aos homens da máfia, que usavam terno e chapéu, no estilo ‘Poderoso Chefão’;

– Médico: assim como o homem, a mulher também gosta de ser bem cuidada, ainda mais por um médico safado, disposto a tomar conta da sua paciente em todos os sentidos;

– Marinheiro: mais fardas! Pois é, as fantasia relacionadas a profissões que usam fardas são um sucesso entre as mulheres e o marinheiro não é uma exceção. Estar nos braços de um marinheiro é o sonho que muitas têm o desejo de realizar.

 

O legal das fantasias sensuais é que devido a variedade, você pode diversificar quantas vezes quiser e sempre surpreender o (a) parceiro (a).

 

Coloque a imaginação para funcionar

O que seria de um bom Roleplay, sem uma boa história? Nada!

Então, deixe a vergonha de lado e coloque a criatividade em ação. Invente uma historinha e comece a instigar seu (sua) parceiro (a). Quanto mais você brincar com a imaginação, melhor. Isso, com certeza, tornará a brincadeira mais divertida.

Outra dica importante é: encarne a personagem. Entre no clima, ofereça-se, faça movimentos sensuais. Fantasie e aproveite das possibilidades que o Roleplay pode oferecer – que são muitas, diga-se de passagem.
Será normal caso dê risada, afinal – além de ser uma brincadeira – fingir ser outra pessoa não é fácil. Mas, tente não rir muito ou a situação acabará mais cômica do que sensual. E esse não é o objetivo, certo?!

Banner E-book Kunyaza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *