Meu marido não me procura mais. O que eu faço?

Ao longo do casamento é normal que aconteçam mudanças, não só em relação ao amor e a forma como lidam com ele, mas também no aspecto sexual. Com a correria do dia-a-dia, trabalho e outras preocupações, as prioridades tornam-se outras e hábitos antes corriqueiros, como transar todos os dias e até mesmo cuidar da aparência, vão ficando em segundo plano.

É fato que a vida sexual dá uma leve declinada, isso é realmente comum, principalmente para os casais de longa data. Contudo, o problema começa quando a procura sexual deixa de existir e o homem passa a não dar mais importância para isso.

Por esse motivo, no momento em que você pensar “meu marido não me procura mais”, é importante tomar uma atitude antes que ele se torne completamente indiferente a relação sexual de vocês e, inevitavelmente, afete o casamento.

Banner Pomada do Dração e do Tigre

 

Conquiste novamente o seu marido

Se você sente que o seu marido já não tem mais a mesma atração que antes, por mais que a ame, está bem claro que é hora de tomar uma atitude em relação à isso, certo?!

Então, pare de se martirizar com o pensamento “meu marido não me procura mais” e veja as dicas a seguir de como agir diante isso e fortalecer o casamento:

 

1 – Tenha autoconfiança (autoestima)

Ter autoconfiança é o primeiro e mais importante passo quando o assunto é conquistar seu marido e reconquistar sua atração. Uma mulher confiante ama a si mesma antes de amar os outros e é isso o que faz dela charmosa e poderosa, o que atrai e fascina muito os homens. E se esta confiança for também aplicada a sua sexualidade, vai deixa seu marido de queixo caído e louco aos seus pés.

 

2 –  Invista na sua sensualidade

A sensualidade vem da sua autoconfiança e autoestima, ou seja, não vai adiantar estar vestida para matar e estar com a aparência impecável se a sua confiança estiver lá embaixo. Então, seja você gordinha, magrinha, alta ou baixa, sinta-se linda e poderosa, e você será linda e poderosa! É essa atitude segura que vai atrai o olhar do seu marido de volta e que vai fazê-lo correr atrás.

 

3 – Não tenha medo de tomar iniciativa

Esqueça a ideia de que apenas o homem precisa tomar a iniciativa na cama. Aprenda a dar o primeiro passo. Não espere que seja ele quem sugira os encontros sexuais ou proponha alguma fantasia interessante para realizarem juntos, pois esse tipo de atitude remete que você não sabe expressar livremente seus desejos e deixa o seu marido totalmente responsável por conduzir a transa e por sua satisfação sexual.

Tomar a iniciativa, além de mostrar que você também pode ocasionar os encontros sexuais, aumenta a sua autoestima intima e ajuda a desenvolver uma relação erótica igualitária, o que é muito mais saudável e estimulante para os dois.

 

4 – Pense no prazer de ambos

Se o sexo é feito da troca entre duas pessoas, nada mais justo do que ambos desfrutarem do prazer, certo?! Sendo assim, não se sujeite a sexo egoísta, tanto da sua parte quanto da parte dele. Deixe claro o que você quer ou não quer fazer, se não estiver gostando de determinada posição por ser incomoda, diga ao seu parceiro e tente negociar algo que seja bom para ambos. Não permita que o homem lhe transforme em uma mera coadjuvante no sexo.

 

5 – Participe do sexo

Se há uma atitude que qualquer homem acha broxante durante o sexo e leva ao desinteresse dele é a companheira agir como se fosse uma “porta”. Não interage, não expressa o que deseja, mal se move. Comporta-se como uma boneca que está na cama apenas para satisfazer o marido, ou pior, age com a ideia de que seu prazer deve ser obrigação total do parceiro.

Lembre-se, sexo é troca e interagir nada mais é do que uma maneira de fazer essa troca. Quando você participa ativamente do sexo, descobre posições que sente mais prazer, como os corpos se encaixam melhor e também como atingir o orgasmo com mais facilidade. Além disso, demonstra que também está disposta a tornar o sexo excitante e gostoso tanto para você quanto para ele.

Banner E-book Kunyaza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *