Falta de desejo sexual feminino

A falta de desejo sexual ou falta de libido é um problema muito comum e que atinge mulheres de diferentes idades, e se caracteriza pela dificuldade de manter a excitação e inibição do orgasmo.

Segundo uma pesquisa realizada e divulgada no ano passado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo através do Cresex (Centro de Referência e Especialização em Sexologia) do Hospital Pérola Byington, cerca de 48,5% das mulheres procuram ajuda médica devido a disfunções sexuais ou a diminuição do desejo sexual, bem como dor durante as relações sexuais ou dificuldade para atingir o orgasmo.

A pesquisa contou com 455 mulheres e também apontou que apenas 13% dos casos têm origem em fatores orgânicos (saúde física). Ou seja, a imensa minoria.

Banner Pomada do Dração e do Tigre

Além disso, outro estudo realizado pela psiquiatra, sexóloga e coordenadora do projeto da sexualidade no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, Carmita Abdo, indica que tais problemas não dependem da idade da mulher, porém variam conforme a faixa etária.

Falta de desejo é queixa de 5,8% das jovens entre 18 e 25 anos e de 19,9% de quem já passou dos 60. Enquanto essa porcentagem diminui bastante entre os homens: apenas 2,4% dos jovens e 5% dos idosos reclama de baixa libido.

O que pode levar a falta de desejo?

Diversos fatores podem influenciar a falta de desejo feminino, sejam eles orgânicos, psicológicos ou ambientais. Isto é, não há uma causa específica para a falta de libido.

Geralmente, a falta de desejo pode ser temporária, provocada questões pessoais ou alguma outra situação que mexa com o apetite sexual. No entanto, quando essa condição se torna mais duradoura do que normal, pode sinalizar algum problema físico ou emocional.

A procura de um profissional é indispensável para identificar qual o que pode estar acontecendo. Será feita uma avaliação de acordo com o que a paciente relatar e dessa forma será possível chegar a um entendimento e, consequentemente, a um tratamento que ajudará a contornar a situação.

O desejo sexual feminino é controlado por dois fatores principais: hormônios e emoções. Logo, se houver qualquer tipo de mudança, não só o organismo da mulher é afetado como também a libido. Assim sendo, é essencial apurar qual pode ser o motivo.

Confira a seguir quais são os fatores mais comuns que levam a falta de desejo:

Oscilação Hormonal

A oscilação hormonal pode tanto causar o aumento quanto a queda da libido feminina. Menopausa, a gravidez e as alterações ocorridas durante o ciclo menstrual são alguns exemplos de oscilação que também podem afetar o apetite sexual.

Alterações emocionais

O estresse, a ansiedade, depressão ou mesmo a perda de um parente ou amigo são condições que podem influenciar no desejo sexual da mulher.  O tesão feminino está diretamente ligado ao campo emocional. Na maioria dos casos a falta de desejo está relacionada às questões psicológicas ou emocionais são capazes de criar um bloqueio sexual.

Desconforto físico

Cólicas, corrimento, dor durante a penetração e vaginite são grandes influenciadores da libido feminina. É importante procurar um médico para uma análise mais profunda e possíveis tratamentos se o desconforto na hora do sexo não facilmente identificado.

Repressão sexual

Uma vida sexual realmente saudável depende da satisfação tanto do homem quanto da mulher. Logo, se o sexo for pensando somente na satisfação de apenas um lado, muito dificilmente existirá uma vontade verdadeira da parte da mulher.

Rotina

O cansaço e o estresse da rotina, entre outros diversos fatores, também influenciam no apetite sexual. Depois de um longo e cansativo dia, é mais do que normal não estar a fim de sexo. Problemas conjugais também são grandes causadores da falta de desejo.

O que fazer para trazer o desejo de volta?

O primeiro passo, com certeza, é identificar o que pode estar afetando a libido.

Se houver qualquer questão emocional bloqueando o sexo, deverá ser feita uma investigação com o terapeuta ou psicólogo, além de muita vontade da paciente em mudar. Se o problema não for provocado por fatores orgânicos, o ideal é procurar um médico e seguir o tratamento mais indicado para a condição.

Banner E-book Kunyaza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *