Erotismo para ouvir, ler e assistir

Com origem na palavra ‘Eros’, usadas pelos gregos para se referir ao deus do amor e do prazer sexual que levava o mesmo nome, a palavra Erotismo está associada a tudo o que se refere a sexualidade. Hoje em dia, o termo é muito usado para expressar – tanto através da imagem quanto da palavra – sentimentos que despertem o desejo sexual, bem como reforça esses sentimentos e desejos. Em outras palavras, o erotismo é o que provoca o estado de excitação sexual.

Seja na arte, na literatura, em letras de músicas, filmes e até propagandas com um conceito mais sensual, o erotismo está presente em vários aspectos do nosso cotidiano. Isso porque, apesar de ser definido como algo relacionado ao “amor lascivo”, o erotismo também representa as formas próprias da sexualidade, tanto na vida pessoal e social, tal como nas manifestações culturais.

 

Banner Pomada do Dração e do Tigre

Erotismo por toda a parte

Ainda que muitas pessoas torçam o nariz quando escutam a palavra erotismo, por relacioná-la a pornografia e obscenidade, a verdade é que para onde você olhar, o erotismo está presente. No comercial de cerveja com a mulher gostosona em roupas curtas, nas capas de revistas, na minissérie que passa depois das onze da noite. Ou seja, o erotismo está aí para ser ouvido, lido e visto. Queiram os conservadores de plantão ou não.

 

Erotismo na música

As músicas, sem dúvidas, tocam as nossas emoções. E não é novidade que muitos compositores se aproveitam disso e adoram brincar com o erotismo nas letras de suas canções. Afinal, além de estimular a imaginação e o desejo, a música mexe com o corpo e cria uma sintonia com o parceiro, e claro, determina o ritmo da transa.

Se você gosta da ideia de relaxar e cometer loucuras, se deixar levar através da música, aqui estão algumas dicas para ouvir entre quatro paredes e que combinam com todos os tipos de sexo.

1 – Bruno Mars – Gorilla

2 – Deftones – Change

3 – Grace Slick – El Diablo

4 – Hooverphonic – Mad About You

5 – Beyoncé – Partition

6 – Chris Isaak – Wicked Game

7 – Marron 5 – Animals

8 – Arctic Monkeys – Do I Wanna Know

9 – Rammstein – Amour

10 – Chet Faker – Solo Sunrise (o album Thinking in Textures é todo sensual!)

 

Erotismo na literatura

A literatura e o erotismo são parceiros desde sempre. O Marquês de Sade, por exemplo, escreveu histórias carregadas de erotismo em uma época bastante conservadora e acabou se tornando um símbolo de liberdade sexual no final do século XVIII.

Atualmente, somos mais livres para exercitar e vivenciar a sexualidade, e os livros são um meio de fazê-lo. A literatura erótica vem ganhando cada vez mais espaço nas prateleiras e a curiosidade dos leitores. Se você ainda não conhece, veja abaixo uma lista com 3 livros que abordam o erotismo em suas páginas.

 

1 – Adivinha quem sou:

Jovem, solteira e sempre disposta a experimentar coisas novas, Yanira deixa de lado sua acomodada vida e resolve adentrar no mundo dos swings. Nos bares que frequenta, conhece um italiano que lhe mostra como o sexo pode ir além do que imagina. Um ano depois, se muda para Barcelona e arruma um trabalho como camareira num cruzeiro, onde também trabalha Dylan, o homem com quem vai compartilhar vários jogos quentes e sensuais.

 

2A Vida Sexual de Catherine Millet:

Catherine Millet (autora), conta sua história sexual desde a perda da virgindade até uma orgia da qual participou com mais de 150 pessoas. Além das narrativas para lá de picantes, o livro também conta com fotos.

 

3 – Asfalto selvagem:

Nelson Rodrigues, conhecido por seus temas controversos, nessa obra não foge a regra. Cheia de sexo explícito, incesto, homossexualidade e traição, a história gira em torno de Engraçadinha e a relação com seus amores, os doze aos dezoito e depois dos trinta. A história já foi folhetim, livro, minissérie e filme. E conquistou milhares de leitores desde sua publicação, em 1959/1960.        

 

Erotismo no cimena

De todos os gêneros, atuais ou clássicos, existe uma variedade de filmes que exploram o erotismo, mexem com o imaginário e dão aquele incentivo para fechar a sessão de cinema em casa com chave de ouro, e são uma ótima opção para apimentar o relacionamento.

Veja alguns títulos que exploram muito bem o erotismo e que te darão inspiração para aquele algo à mais debaixo dos lençóis.

 

1 – De Olhos Bem Fechados (1998)

O último filme do cultuado diretor Stanley Kubrick narra a história de Bill Harford. Casado com a curadora de arte Alice, se vê desnorteado quando a esposa confessa que sentiu atração por outro homem no passado e que seria capaz de largar Bill e sua filha por ele. Assombrado com a imagem da mulher nos braços de outro, sai pelas ruas de Nova York e acaba em meio a uma reunião secreta e uma mansão afastada.

 

2 – Calígula (1979)

Orgias, homossexualidade, incesto, sexo explícito e entre outras polêmicas. O filme mostra as perversões sexuais do louco imperador romano Calígula, que mantém um caso com sua própria irmã e é casado com uma prostituta, além de organizar várias orgias e perversões sexuais em seu império. Ele também é cercado de vários falsos bajuladores que desejam vê-lo longe do poder.

 

3 – Os Sonhadores (2003)

Matthew é um jovem que, em 1968, vai estudar em Paris. Lá ele conhece os irmãos gêmeos Isabelle e Theo. Os três logo se tornam amigos, dividindo experiências e relacionamentos enquanto Paris vive a efervescência da revolução estudantil.

 

4 – As Idades de Lulu (1990)

A jovem Lulu apaixona-se por Pablo, o melhor amigo do seu irmão. Após perder a virgindade com o rapaz, ela cria uma relação de dependência, e começa a tolerar os fantasmas sexuais mais bizarros e perigosos que ele tem a propor. Antes que perceba, Lulu já se tornou parte do perigoso submundo espanhol marcado pelas orgias e pelo sadomasoquismo.

 

5 – LOVE (2015)

Repleto de cenas de sexo explícito, LOVE aborda a história de Murphy, um homem frustrado com sua vida de casado, que recebe a ligação da mãe de sua ex-namorada, Electra, desaparecida à meses. Após essa ligação, Murphy começa a relembrar os fatos marcantes do seu antigo relacionamento.

 

6 – P.S Partner (2012)

P.S Partner é um filme sul-coreano e conta a história de Yoon Jung, designer de lingeries, que liga acidentalmente para outro homem ao invés do namorado e acaba fazendo sexo por telefone com esse desconhecido. À partir desse incidente, eles começam a conversar sobre suas vidas amorosas e desenvolvem uma amizade mais íntima.

 

7 – Shortbus (2005)

Shortbus é um clube underground onde arte, sexo, política e música se misturam. E é o ponto de encontro de Sofia, uma terapeuta de casais que nunca teve um orgasmo; James e Jimie, um casal gay que está dando os primeiros passos na relação; e Severin, uma dominatrix com passado desconhecido.

 

8 – Closer – Perto Demais (2004)

Anna é uma fotógrafa bem sucedida, que se divorciou recentemente. Ela conhece e seduz Dan, um aspirante a romancista que ganha a vida escrevendo obituários, mas se casa com Larry. Dan mantém um caso secreto com Anna mesmo após ela se casar e usa Alice, uma stripper, como musa inspiradora para ganhar confiança e tentar conquistar o amor de Anna.

Banner E-book Kunyaza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *