Como aumentar a libido

preserv
5 DICAS PARA FAZER SEXO A TRÊS
27 de abril de 2017
mulher com outro
Quero ver minha mulher com outro
15 de maio de 2017

Como aumentar a libido

aumentar libido

Que sexo é bom e gostoso, ninguém pode discutir. Além de prazeroso, também possui grandes vantagens para o nosso corpo e para a mente. Estudos comprovam que ter relações sexuais regularmente, em torno de 3x por semana, garante o bem-estar e nos proporciona diversos benefícios, como a diminuição do estresse e fortalecer a imunidade, por exemplo.

Porém, há dias em que o desejo simplesmente não aparece. Não há clima e você prefere evitar qualquer tipo de contato mais íntimo por não sentir vontade de chegar até o final. Esta falta de apetite sexual se dá pela redução da libido, a energia aproveitável para os instintos de vida e que usamos para o exercício da sexualidade.

A falta de libido pode ocorrer por diversos fatores, tanto físicos quanto psicológicos, e que na maioria das vezes passam despercebidos ou não são relacionados à questões sexuais. Algumas das causas mais comuns para a redução da libido são:

Banner Pomada do Dração e do Tigre

– Pílulas com grande concentração de hormônios;

– Problemas como depressão,

– Ansiedade e estresse;

– Crises na família;

– Histórico de depressão;

– Tireoide desregulada;

– Menopausa;

– Após a gravidez;

– Disfunção hormonal.

Apesar de ser um problema frequente e que afeta milhares de pessoas, a falta de libido pode prejudicar a autoestima, levar a angustia de pensar que não se é capaz de satisfazer o (a) parceiro (a), além de desgastar o relacionamento.

Por esse motivo, buscar soluções de como aumentar a libido é essencial para resgatar a sua satisfação sexual e a do (a) seu (sua) parceiro (a), e garantir uma relação saudável e cheia de prazer.

 

Como aumentar a libido e para já!

Confira abaixo algumas dicas de como aumentar a libido e dar aquela turbinada deliciosa no seu prazer sexual:

 

1 – Converse

A comunicação é o primeiro passo para aprender como aumentar a libido. Pois isso não tenha receio de expressar os seus desejos e expectativas pessoais, de resolver os pequenos conflitos que possam existir entre os dois. Fale sobre o que você considera importante para melhorar o sexo e dê espaço para que seu (sua) parceiro (a) exponha seus pensamentos e vontades também.

 

2 – Dê uma pausa

Apesar das obrigações e da correria do dia a dia no trabalho e também em casa, dê uma pausa. Fatores como ansiedade, preocupações e o estresse podem influenciar e muito na perda do desejo. Por isso, outra dica de como aumentar a libido é desacelerar ao chegar em casa e buscar atividades relaxantes antes do sexo – pode ser um banho gelado, uma leitura leve ou mesmo assistir a um filme (de preferência com a pessoa amada).

 

3 – O tempo é precioso

As rapidinhas são ótimas e podem fazer parte da vida sexual, mas para o sexo acontecer é preciso tempo. Se para os homens o ponto alto é a penetração, para as mulheres é o conjunto de beijos, amassos e outras carícias. É essencial que haja tempo para trocar estímulos durante as preliminares, que haja afeto, e não apenas a penetração em si.

 

4 – Só pense ‘naquilo’

Sexo une corpo e mente, assim sendo, imaginar situações eróticas e prazerosas envia ao cérebro a mensagem de que está disposta (o) e com muita vontade de praticar o sexo. Então, pense bastante no assunto, relembrar momentos excitantes e fantasie como será sua próxima noite caliente.

 

5 – Reserve um tempo para vocês

Reservar um horário na agenda semanal para vocês dois é uma ótima maneira de como aumentar a libido. Redescubra o prazer de estar com seu (sua) parceiro (a), aproveite para atiçar o quanto puder e trazer novas formas de prazer para a cama.

 

6 – Visite um médico

Como dito acima, a falta de libido também é provocada por problemas de saúde, logo visitar um médico para identificar o que está acontecendo é o ideal. Afinal de contas, ainda que fatores externos possam influenciar, não é normal a libido de uma pessoa mudar de repente. Doenças como colesterol alto, hipotireoidismo, glicemia e hipertensão, assim como alguns anticoncepcionais e antidepressivos podem levar a redução do desejo sexual.

Banner E-book Kunyaza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *