Ciúmes: como controlar?

Falar sobre ciúmes é sempre tocar num ponto delicado da vida da maioria das pessoas, isso porque em certo ponto da vida, todo mundo esteve numa relação em que os ciúmes causaram algum estrago, desde algo pequeno, como uma briga boba, até algo muito doloroso, como o término de um relacionamento importante.

Na verdade, ter ciúmes nem sempre é um problema. Em alguns casos, um pouquinho de ciúmes pode deixar você ou o parceiro se sentindo mais desejado. O importante é saber quais são os sinais de que o ciúme já se tornou um vilão para seu relacionamento.

O ciúmes não é normal quando você sente a necessidade de olhar todas as conversas do parceiro nas redes sociais ou checar todas as ligações, por exemplo, ou quando as brigas relacionadas ao ciúme se tornam freqüentes, ou quando você muda completamente seu caminho, só para conferir se o parceiro realmente está trabalhando. Se você se identificou com alguma das situações acima, ou já fez algo parecido, saiba: quando o ciúmes toma conta da relação é hora de mudar e aprender a controlá-lo. Para isso, confira as dicas que preparamos especialmente para você:

Banner Pomada do Dração e do Tigre

 

  • O ciúme e a (des)confiança

Ciúmes e desconfiança caminham sempre juntos. No entanto, uma relação bem sucedida e feliz deve ser construída com base na confiança mútua. Se seu parceiro nunca deu motivos para você desconfiar dele e, mesmo assim, você desconfia, entenda que isso pode custar muito caro a vocês dois. Se, no entanto, ele já te deu motivos para desconfiar dele antes, procure conversar com ele, esclarecer a situação e deixe o passado para trás.

 

  • Trabalhe a auto-estima

Outro problema que normalmente está associado ao ciúmes é a insegurança e a falta de auto-estima. Pessoas que não se acham boas o bastante para estar num bom relacionamento e acham que podem ser trocadas por alguém melhor a qualquer minuto têm grande tendência a sofrer por ciúmes. Mas pense comigo, se o seu parceiro escolheu estar com você é porque ele viu algo de bom em você, então, aprenda a confiar mais em você mesma e trabalhe sua auto-estima, isso vai te ajudar muito, não apenas nos relacionamentos afetivos, mas em todos os outros aspectos de sua vida.

 

  • Limite-se aos fatos e aprenda a não exagerar

A maior parte das brigas de um casal que estão relacionadas ao ciúme ocorrem por coisas que, na verdade, nem são reais. Portanto, procure limitar-se aos fatos e não ficar inventando coisas e nem exagerando. Não se preocupe com o que você acha que viu, acha que ouviu…

 

  • Coloque-se no lugar do outro

Uma forma de aprender a controlar o ciúmes é justamente se colocar no lugar do outro. Imagine como ele deve se sentir sabendo que toda vez que ele cumprimentar alguém na rua corre o risco de sofrer com seus olhares furiosos. Imagine como ele se sente com todas as brigas, acusações e cenas de ciúmes, muitas vezes, na frente de outras pessoas.

 

  • Quando o ciúmes bater…

Mesmo seguindo à risca todas as outras dicas, é bem provável que, vez ou outra, o ciúme apareça novamente. Nesses momentos o que se deve fazer é simplesmente respirar fundo e refletir. Evite as cenas de ciúmes, as discussões, as acusações etc. Pessoas ciumentas tendem a ser destrutivas, portanto, aprenda a controlar a raiva. Se depois da reflexão você ainda achar que a crise não foi sem motivo, converse com o parceiro, diga a ele como você se sente e resolva a situação naquele momento.

 

Diferente do que muita gente acredita, o ciúme pode sim ser controlado e é muito mais fácil se esforçar para controlá-lo do que se deixar levar por ele e ver um relacionamento importante indo por água abaixo. Aprenda que você é mais forte que o ciúme. E aprenda a confiar em você e em seu parceiro, só assim vocês terão uma relação livre de todo o sofrimento que o ciúme pode causar.

Banner E-book Kunyaza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *